fbpx
Hit Enter to search or Esc key to close
booked.net
Blog thumbnail

Detalhes sobre as igrejas do livro de Apocalipse e viagem para 7 igrejas

Detalhes sobre as igrejas do livro de Apocalipse e viagem para 7 igrejas

Blog thumbnail

Confira detalhes sobre as 7 igrejas do livro de Apocalipse e final do texto irá encontrar o nosso principal itinerário para conhecer estes lugares tão importantes para Cristianismo.

Turismo da peregrinação pela Turquia: conheça as 7 igrejas do Apocalipse

As Sete Igrejas do Apocalipse são os edifícios sagrados que o apóstolo João mencionou em algumas passagens da Bíblia. Atualmente, alguns vestígios dessas cidades e igrejas antigas ainda permanecem, e enfeitam a paisagem da Turquia. Confira nosso post sobre os templos:

De acordo com a bíblia, as 7 igrejas descritas por João estavam localizadas em uma rota comercial bem conhecida no atual território turco. Além disso, cada igreja recebeu uma mensagem específica, para ser entregue à congregação.

A primeira igreja estava localizada em Éfeso (a primeira parada ao longo da rota comercial), seguida por Esmirna. Em seguida, a grande cidade de Pérgamo, depois Tiatira, a rica Sardes, Filadélfia e finalmente Laodicéia, perto de Denizli dos dias modernos. As mensagens foram distribuídas em ordem, permitindo que circulassem por toda a comunidade cristã da época.

As cartas pretendiam corrigir os males das igrejas de cada cidade e ainda hoje são um ponto de interesse e peregrinação para as comunidades cristãs.

O que as 7 igrejas do apocalipse representam?

O livro do Apocalipse endereça sete cartas a sete igrejas na Ásia Menor. Cada carta, conforme proclamada por Jesus e registrada pelo Apóstolo João, declara os triunfos e fracassos das igrejas receptoras. Confira nosso post sobre o assunto:

O livro do Apocalipse endereça sete cartas a sete igrejas na Ásia Menor, atual Turquia. (Apocalipse 2-3). Cada carta, conforme proclamada por Jesus e registrada pelo Apóstolo João, declara os triunfos e fracassos das igrejas receptoras, além de conselhos.

Os avisos nessas cartas são proféticos, prevenindo as comunidades cristãs de hoje das armadilhas que podem nos afastar de nossa fé.

Quem escreveu o Apocalipse?

Estudiosos cristãos do segundo século até hoje atribuíram a escrita física do Apocalipse a João, o apóstolo, filho de Zebedeu (Marcos 3:17), e autor do Evangelho e das epístolas de João. Embora João tenha escrito literalmente o Apocalipse, o livro deixa claro que a fonte das revelações é Jesus (Apocalipse 1: 1-2).

Por que essas sete igrejas foram escolhidas para receber a mensagem apocalíptica?

As sete igrejas de Apocalipse estavam entre várias das primeiras comunidades cristãs na Ásia Menor. Essas sete igrejas em particular podem ter sido escolhidas para receber a mensagem apocalíptica de Cristo porque, geograficamente, as igrejas estavam localizadas ao longo de uma rota comercial circular estabelecida que reunia as partes mais populosas e influentes da província. Uma vez que a mensagem apocalíptica fosse dada às igrejas nessas cidades proeminentes, a mensagem se espalharia para as comunidades cristãs no resto da província.

Onde estavam as sete igrejas e o que elas simbolizam?

Éfeso: a Igreja que Abandonou seu Amor por Cristo e seus Ensinamentos (Apocalipse 2: 1-7)

A primeira igreja fica em Éfeso, onde São João residiu. Como Éfeso era uma importante cidade romana, acredita-se que a congregação que frequentava a Igreja no local era muito forte, com o Cristianismo se tornando a religião principal entre os habitantes.

Hoje, os visitantes podem desfrutar a história cristã. A casa de Maria e o túmulo de São João são locais de interesse importantes. Acredita-se que Santa Maria tenha vivido seus últimos dias aqui antes de ser enterrada na Igreja de Maria.

Éfeso era o centro comercial e cultural da Ásia. A carta de Cristo à igreja de Éfeso elogia a congregação por suas “obras, trabalho árduo e perseverança” e por sua rejeição aos falsos apóstolos (Apocalipse 2: 2-3).

Apesar de seu trabalho árduo e integridade doutrinária, Cristo culpa a comunidade por ter “abandonado o amor que [eles] tinham no início” (Apocalipse 2: 4). Esse “amor abandonado” pode significar que os efésios se tornaram menos teocráticos a Cristo ou que o trabalho que fizeram não era mais motivado pelo amor uns pelos outros. A carta à igreja de Éfeso oferece esperança à comunidade se ela se arrepender e reacender seu amor pela vida cristã (Apocalipse 2: 5-7).

A primeira igreja fica em Éfeso, onde São João residiu. Como Éfeso era uma importante cidade romana, acredita-se que a congregação que frequentava a Igreja no local era muito forte, com o Cristianismo se tornando a religião principal entre os habitantes.

Hoje, os visitantes podem desfrutar a história cristã. A casa de Maria e o túmulo de São João são locais de interesse importantes. Acredita-se que Santa Maria tenha vivido seus últimos dias aqui antes de ser enterrada na Igreja de Maria.

Em nosso passeio, você terá a oportunidade de conhecer a cidade da Antiga Éfeso, a mais importante das Sete Igrejas da Ásia Menor. Em nosso tour, oferecemos visitas na grande Biblioteca de Celsus, Ágora, Odeon, Fonte de Trajano, Templo de Domiciano, Latrinas Romanas, Teatro e no Estádio em que São Paulo pregou o evangelho.

Em Éfeso onde visitaremos à antiga cidade de Éfeso que é (hoje museu ar livre). Além deste sítio turístico nesta cidade nós temos mais outros dois museus: 1- a Basílica de São João e 2- o museu arqueológico de Éfeso.

O apóstolo Paulo pregou aos cidadãos de Éfeso e morou aqui por três anos. Esta igreja também recebeu uma de suas cartas. Passearemos pelas espetaculares ruínas, que ainda são estão sendo escavadas, dessa outrora grande e importante cidade fundada no século X AC.

Caminharemos ao longo da história pelas ruas revestidas de mármore com seus magníficos edifícios públicos, entre eles o “Termas da Escolástica”, a “Biblioteca de Celso”, o “Templo de Adriano” e o “Teatro”. O Templo de Diana dos efésios, uma das sete maravilhas do mundo antigo, foi construído nesta cidade. Visitaremos a Basílica de São João.

Além disso, você terá a chance de visitar a Casa da Virgem Maria, onde ela teria passado seus últimos anos de vida.

blank

Esmirna: a Igreja que permanece fiel em meio à perseguição (Apocalipse 2: 8-11)

Esmirna foi uma cidade muito rica e poderosa, e competia com Éfeso e Pérgamo pela influência na região. Uma de suas estruturas históricas mais famosas é a Ágora –  um marco preservado da antiga Jônia.

Acredita-se que o cristianismo em Esmirna se desenvolveu a partir da grande população judaica que vivia na área, pois as pessoas desertaram do judaísmo e foram batizadas na fé cristã.

Esmirna era o lar de uma grande comunidade judaica hostil aos cristãos. A Bíblia observa que acusações caluniosas de judeus contra cristãos levaram à perseguição cristã por parte das autoridades romanas (Atos 14: 2, 19: Atos 17:13).

A revelação de Cristo a Esmirna elogia a comunidade por sua pobreza material, mas riqueza espiritual, e reconhece sua perseguição injusta (Apocalipse 2: 9). Cristo não repreende esta igreja, mas avisa sobre a prisão iminente de alguns de seus membros, exortando-os a permanecer fiéis “até a morte” e lembrar a promessa de sua “coroa do vencedor” (Apocalipse 2:10).

Esmirna foi uma cidade muito rica e poderosa, e competia com Éfeso e Pérgamo pela influência na região. Uma de suas estruturas históricas mais famosas é a Ágora –  um marco preservado da antiga Jônia.

Acredita-se que o cristianismo em Esmirna se desenvolveu a partir da grande população judaica que vivia na área, pois as pessoas desertaram do judaísmo e foram batizadas na fé cristã.

Esmirna é terceira maior cidade da Turquia e um dos locais das Sete Igrejas [Rev. 2:12-17].

Izmir é uma cidade marcada por uma sangrenta estória de comércio e guerra. Nós desceremos o “Monte Pagus” onde visitaremos a “Citadela de Lysimachos”, comandante de “Alexandre, o Grande”, erguida no século IV AC. Nós também veremos a “Torre do Relógio”.

Pérgamo: a Igreja que compromete suas crenças (Apocalipse 2: 12-17)

Pérgamo é um dos locais antigos mais interessantes e visitados da Turquia. Datando desde o Período Arcaico, as estruturas sobreviventes incluem o Teatro, os Templos de Atenas e Dioniso e o Ginásio.

Pérgamo era uma cidade grande, e tinha relevância tanto na arena política quanto comercial. O cristianismo em Pérgamo estava em conflito com a forte crença da cidade e a história de adoração aos deuses pagãos.

Este confronto entre cristãos e o pagãos é algo que a carta à Igreja endereçou, elogiando aqueles que se mantiveram firmes em sua fé cristã e admoestando aqueles que persistiram na adoração de deuses pagãos.

A cidade de Pérgamo era conhecida por suas práticas pagãs. A carta à igreja ali elogia a congregação por manter sua fé, apesar das influências pagãs generalizadas da cidade (Apocalipse 2:13). A carta então aborda o pecado da igreja, denunciando alguns de seus membros por seguirem falsos ensinos que trouxeram concessões religiosas e morais (Apocalipse 2: 14-15).

O Senhor convida a comunidade a se arrepender ou arriscar o julgamento que emanará da “espada de [Sua] boca” (Apocalipse 2:16). Aqueles que se arrependerem receberão o “maná escondido” que é o grão do Céu (Salmo 78:24), e uma “pedra branca” ou lousa limpa com uma nova identidade em Cristo (Apocalipse 2:17).

Pérgamo é um dos locais antigos mais interessantes e visitados da Turquia. Datando desde o Período Arcaico, as estruturas sobreviventes incluem o Teatro, os Templos de Atenas e Dioniso e o Ginásio.

Pérgamo era uma cidade grande, e tinha relevância tanto na arena política quanto comercial. O cristianismo em Pérgamo estava em conflito com a forte crença da cidade e a história de adoração aos deuses pagãos.

Este confronto entre cristãos e o pagãos é algo que a carta à Igreja endereçou, elogiando aqueles que se mantiveram firmes em sua fé cristã e admoestando aqueles que persistiram na adoração de deuses pagãos.

Atualmente nesta cidade nós temos 3 lugares que vale a visitar. 

Aqui exploraremos a impressionante Acrópolis, o teatro mais íngreme do mundo junto com o “Altar de Zeus”, mencionado como o “Trono do Diabo” no livro da Revelação; as colunas de mármore do “Templo de Trajan” e a “Biblioteca” que foi uma das principais do mundo e teve uma riqueza estimada em mais de 200.000 volumes.

A “Biblioteca de Pergamo é considerada uma das mais famosas do mundo, e foi uma forte rival da Biblioteca de Alexandria, no Egito. Visitaremos também“Asklepion” famoso centro de medicina da antiguidade; Aqui se inventou o pergaminho. A terceira visita é a Basílica Vermelha (Igreja de São João).

 

blank

Tiatira: a Igreja que segue falsos profetas (Apocalipse 2: 18-29)

A quarta Igreja, a antiga Tiatira agora está dentro de Akhisar. Outrora uma cidade famosa pelo trabalho em bronze e tecelagem, esta cidade moderna é agora uma das maiores regiões de cultivo de tabaco e azeite da Turquia.

A antiga igreja apresentada no livro das revelações pode ser encontrada na moderna Ulu Cami (Grande Mesquita) de Akhisar. O edifício é uma antiga igreja bizantina que foi convertida após a conquista otomana da região.

A Igreja de Tiatira foi instruída a persistir em suas crenças, apesar da falta de uma igreja forte na cidade. Hoje, há poucas sugestões de que o Cristianismo tenha prosperado na região.

Tiatira era uma cidade comercial rica. A carta de Jesus a Tiatira elogia a igreja por ter crescido na fé e no serviço (Apocalipse 2:19). A queda da igreja foi sua devoção a um falso profeta que levou alguns membros a cometer idolatria e imoralidade (Apocalipse 2:20).

Embora o falso profeta permanecesse sem arrependimento, Jesus afirma que a congregação ainda pode se arrepender se afastando dos caminhos do profeta (Apocalipse 2: 21-22).

O Senhor nos lembra nesta revelação que ele retribuirá a cada um de nós de acordo com nossas ações (Apocalipse 2:23). O pagamento pelo pecado é a morte. Aqueles que perseveram na fé, no entanto, receberão uma parte da autoridade messiânica de Cristo sobre todas as nações e triunfarão sobre a morte (Apocalipse 2: 26-28).

A quarta Igreja, a antiga Tiatira agora está dentro de Akhisar. Outrora uma cidade famosa pelo trabalho em bronze e tecelagem, esta cidade moderna é agora uma das maiores regiões de cultivo de tabaco e azeite da Turquia.

A antiga igreja apresentada no livro das revelações pode ser encontrada na moderna Ulu Cami (Grande Mesquita) de Akhisar. O edifício é uma antiga igreja bizantina que foi convertida após a conquista otomana da região.

A Igreja de Tiatira foi instruída a persistir em suas crenças, apesar da falta de uma igreja forte na cidade. Hoje, há poucas sugestões de que o Cristianismo tenha prosperado na região. Tiatira era famosa pelas suas tintas roxas. Nós visitaremos as ruínas da Basilíca e alguns fragmentos arquitetônicos do período romano.

Sardis: Igreja que está espiritualmente morta (Apocalipse 3: 1-6)

Sardis era uma das cidades romanas mais ricas da região. Lar de uma população judia significativa, Sardis era uma cidade movimentada, importante para o crescimento da Igreja na área.

Outrora um próspero centro comercial, hoje exibe as ruínas do Templo de Artemis, uma sinagoga judaica, uma igreja bizantina e evidências da vida romana diária. Sardis é um local menor, mas definitivamente vale a pena explorar.

Sardis foi uma cidade que sofreu dois ataques surpresa, apesar de suas fortificações. Nosso Senhor culpa a igreja em Sardis por manter uma aparência externa de estar “viva”, embora na verdade estivesse espiritualmente morta (Apocalipse 3: 1).

Aludindo à história da cidade de ataques surpresa anteriores, Jesus avisa a congregação para “acordar” e se arrepender, para que ele “não venha como um ladrão”.

Sardis era uma das cidades romanas mais ricas da região. Lar de uma população judia significativa, Sardis era uma cidade movimentada, importante para o crescimento da Igreja na área.

Outrora um próspero centro comercial, hoje exibe as ruínas do Templo de Artemis, uma sinagoga judaica, uma igreja bizantina e evidências da vida romana diária. Sardis é um local menor, mas definitivamente vale a pena explorar.

Este destino é a uma das áreas mais pitorescas das Sete Igrejas [Rev. 1:11; 3:1-4], Sardis, hoje chamada de Sart. Esta foi a capital do reino antigo de Lidia do século VI AC, retratada como a Igreja da Morte. Nós visitaremos o grande Templo de Artemis e o Templo de Cibele, o qual se tornou uma Igreja Bizantina.

Nós também podemos visitar as antigas casas licias, um ginásio restaurado e uma sinagoga reconstruída. Nós também veremos os últimos metros da estrada real persa de Susa para Sardis cosntruída por Cyrus, o Grande e veremos também o rio “dourado” de Pactolos. 

Filadélfia: Igreja que perseverou pacientemente apesar das fraquezas (Apocalipse 3: 7-13)

Filadélfia foi uma cidade próspera sob o domínio romano. Artefatos do passado colorido de Alásseis são encontrados por toda a cidade. A Igreja de São João e a Igreja de São João são os principais locais cristãos remanescentes na cidade.

Filadélfia era o lar de uma comunidade sinagoga hostil aos cristãos. Cristo elogia os Filadelfianos por permanecerem fiéis em face das provações, apesar de sua força limitada (Apocalipse 3: 8).

Jesus não reprova esta congregação, mas condena seus perseguidores. (Apocalipse 3: 9). Cristo promete que se os congregantes de Filadélfia permanecerem fiéis, ele os protegerá da “hora da prova” e os fará pilares no templo celestial de Deus (Apocalipse 3: 10-12).

Filadélfia foi uma cidade próspera sob o domínio romano. Artefatos do passado colorido de Alásseis são encontrados por toda a cidade. A Igreja de São João e a Igreja de São João são os principais locais cristãos remanescentes na cidade.

Philadelphia, hoje chamada de Alasehir, outra igreja das Setes Igrejas [Rev. 1:11; 3:7], e a única igreja não foi censurada. Ali veremos relíquias da basílica Bizantina construída de tijolo, com um grande arco e afrescos do século XI. 

blank

Laodicéia: a Igreja com uma fé morna (Apocalipse 3: 14-22)

Laodicéia era, nos tempos antigos, uma cidade importante na área. O local foi destruído muitas vezes por terremotos, antes de finalmente ser abandonado.

Agora, os projetos de escavação e restauração estão sendo executados com cautela, revelando a história e a importância do local.

As basílicas construídas apresentam mosaicos intrincados e certamente encantarão os visitantes, e definitivamente vale a pena explorar.

Laodicéia era um próspero centro industrial e comercial. A carta de Jesus para esta igreja não perde tempo denunciando a congregação por sua fé morna, ameaçando “cuspir” a congregação de Sua boca (Apocalipse 3:16).

Cristo repreende esta igreja por permitir que sua prosperidade econômica cause a falência espiritual e revela que, apesar de sua riqueza econômica, somente ele pode fornecer riqueza espiritual (Apocalipse 3: 17-18).

Aqueles na igreja de Laodicéia que abrirem a porta para Cristo participarão de Seu banquete celestial e terão o direito de se sentar com Ele em Seu trono (Apocalipse 3: 20-21).

Laodicéia era, nos tempos antigos, uma cidade importante na área. O local foi destruído muitas vezes por terremotos, antes de finalmente ser abandonado.

Agora, os projetos de escavação e restauração estão sendo executados com cautela, revelando a história e a importância do local.

As basílicas construídas apresentam mosaicos intrincados e certamente encantarão os visitantes, e definitivamente vale a pena explorar.

A Laodicea (atual Denizli) também outra das Sete Igrejas da Ásia Menor [Rev. 1:11; 3:14; Col. 2:1; 4:13-16]. Nós veremos o teatro antigo, as ruínas da basílica e antigas tubulações para água feitas de pedra. Nós visitaremos o Porta de Domiciano, a via Arcadia, um teatro datado do século II DC, o Nymphaion, o Templo de Apolo, o Plutônio e a Acrópolis.

Além da laodiceia, há outra cidade interessante próximo desta visita que no passado era o centro da cura “Hierapolis”, atualmente chamada de Pamukkale, a branca “fortaleza de algodão”, onde rajadas de água mineral quente da terra e cascatas sobre penhascos íngremes formam piscinas, canais e estalactites.

As águas terapêuticas eram conhecidas dos fundadores de Hierápolis e de Laodicéia, em 190 AC. Em Hierápolis [coronel 04:13] nós visitaremos o Martyrium do apóstolo Filipe, onde foi martirizado durante as perseguições ordenadas por Domiciano. 

*******

Uma notícia recente sobre essa igreja- Casa com igreja descoberta em Laodiceia

Um monastério de 20 quartos que possuía uma igreja em seu interior foi descoberto durante os trabalhos de escavação e restauração na antiga cidade de Laodicéia, que está na Lista “Patrimônios Mundiais da UNESCO”. Segundo especialistas, a casa, que tem cerca de 2.000 anos, foi construída numa área de 2.000 metros quadrados, e está situada em um local muito interessante.

Obras de escavação e restauração em Laodicéia, que datam de 5.500 a.C. na província ocidental de Denizli, continua sob a direção do Professor Celal Şimşek. “Aqui, sabemos que a casa foi usada a partir do primeiro século d.C. e que o principal sistema de planejamento do período do Império Romano continuou intacto até o século sétimo d.C. Obtivemos resultados interessantes em nossos trabalhos na casa. Vimos as falhas geográficas dos terremotos que destruíram Laodicéia ao longo dos anos. Estamos trabalhando aqui protegendo essas linhas de falha.”, afirmou o profissional.

Em Laodicéia, a maior cidade antiga da Anatólia depois de Éfeso, as escavações estão em andamento há um ano. Até agora, uma igreja, um teatro e duas ruas chamadas Síria e Estádio foram revividas.

Além disso, muitas estruturas importantes, como um bloco de travertina de 1.750 anos adornado com afrescos, uma estátua de três metros de comprimento do imperador romano Marcus Ulpius Nerva Trajan e a ágora sagrada também foram descobertos.

Três grafites gravados em um bloco de mármore, com idade estimada de 1.500 anos, também foram encontrados.

Em declarações à agência estatal Anadolu, Şimşek disse que, atualmente, a equipe está tentando restaurar um teatro de 2.200 anos da era helenística.

“Esta casa com a igreja é muito importante em termos de obter dados sobre como o cristianismo se espalhou em Laodicéia desde meados do primeiro século d.C.”, acrescentou.

blank

Como Guia na Turquia poderia me ajudar a conhecer as 7 igrejas do Apocalipse?

Nós estamos com um pacote especial. Neste roteiro, cobrimos todas as igrejas do Apocalipse em uma experiência exclusiva.
Entre em contato:

+90 536 273 59 61

E-mail: turquiaguia@gmail.com

Algumas informações:

Interessantemente as sete igrejas do livro do Apocalipse ficam na Turquia, um país que hoje, tem a grande maioria de sua população muçulmana. Isto é porque esta terra na época de surgimento de Cristianismo era dominado pelo império romano e era considerado com Ásia Menor.

Então os apóstolos de Cristo imigraram para esta região toda e fizeram várias peregrinações e evangelizaram muitos romanos pagães da época.

Essas igrejas são localizadas em uma terra conhecida na época romana como Asia Menor. Na época que Jesus dava a sua palavra, essa região tinha uma grande dominação dos romanos, que eram pagãos . São igrejas que são super importantes para quem tem fé e procura saber como o cristianismo foi espalhado em uma época de perseguição romana.

Hoje em dia, estes pontos ficam na Região de Egeu, próximo do litoral do mar Egeu.
São pontos que ficam um tanto quanto longe dos roteiros turísticos mais procurados como Capadócia e Istambul. Então nós planejamos um itinerário semi-pronto para você ter uma noção de como seria para fazermos estas visitas.

Turismo da peregrinação pela Turquia: conheça as 7 igrejas do Apocalipse

As Sete Igrejas do Apocalipse são os edifícios sagrados que o apóstolo João mencionou em algumas passagens da Bíblia. Atualmente, alguns vestígios dessas cidades e igrejas antigas ainda permanecem, e enfeitam a paisagem da Turquia. Confira nosso post sobre os templos:

De acordo com a bíblia, as 7 igrejas descritas por João estavam localizadas em uma rota comercial bem conhecida no atual território turco. Além disso, cada igreja recebeu uma mensagem específica, para ser entregue à congregação.

blank

A primeira igreja estava localizada em Éfeso (a primeira parada ao longo da rota comercial), seguida por Esmirna. Em seguida, a grande cidade de Pérgamo, depois Tiatira, a rica Sardes, Filadélfia e finalmente Laodicéia, perto de Denizli dos dias modernos. As mensagens foram distribuídas em ordem, permitindo que circulassem por toda a comunidade cristã da época.

As cartas pretendiam corrigir os males das igrejas de cada cidade e ainda hoje são um ponto de interesse e peregrinação para as comunidades cristãs.

 

 

Como Guia na Turquia poderia me ajudar a conhecer as 7 igrejas do Apocalipse?

Nós estamos com um pacote especial. Neste roteiro, cobrimos todas as igrejas do Apocalipse em uma experiência exclusiva.
Entre em contato:

+90 536 273 59 61

E-mail:

turquiaguia@gmail.com

blank



Para conhecer as 7 igrejas da Apocalipse, tem diversos jeitos mas recomendamos que você realize a viagem pela Turquia conosco contratando o nosso pacote de 7 dias. Além deste pacote, nós levamos você para visitar especificamente para estes lugares que são citados na Biblia onde ficavam as sete igrejas. 

Neste caso o itinerário básico seria assim: 

Resumo do itinerário – viagem para 7 igrejas com o itinerário do nosso clássico de pacote de 7 dias  

Primeiro dia: Chegada à cidade de Istambul;

Segundo dia: Passeios com guia em Istambul;

Terceiro dia: Passeios com guia em Istambul;

Quarto dia: Viagem para Ancara de avião e Hospedagem na Capadócia;

Quinto dia: Passeio de Balão (Opcional) — passeios na Capadócia;

Sexto dia: Ida para Pamukkale com visitas nas piscinas;

Sétimo Dia: Visitas em Éfeso e a Casa da Maria, finalizando o dia na cidade de Kusadasi.

Oitavo dia: Buscamos você do seu hotel com o nosso guia e motorista privado e levamos você conhecer a cidade de Esmirna. 

À tarde conhecemos o Pergamon e hospedamos nesta cidade.

Nono dia: Saimos com a nossa equipe para visitarmos seguintes cidades: Tiatira, Sardes e Filadélfia. 

Hospedamos na cidade de Tiatira.

Décimo dia: Vamos para o aeroporto de Esmirna para pegarmos o voo para o seu destino próximo. Este horário do voo será combinado ao interesse do passageiro e disponibilidades de voo. Praticamente toda hora temos voo a partir de Izmir para Istambul. A partir de Izmir há voos para Athenas e para Tel Aviv também ou ainda para algumas cidades da Europa.

Neste caso, o retorno do voo para Istanbul já está incluso. 

O valor deste pacote seria 4,580 (por pacote de 7 dias) e mais 5,333 reais (por esta parte de extensão) por pessoa base de duas pessoas. 

Os serviços seriam privativos para os passageiros nesta etapa de extensão.

Obs: Caso o número do passageiros aumentar, o valor será mais reduzido devido formar um grupo.

blank
Uma outra alternativa de itinerário para conhecer as 7 igrejas é este pacote. Neste plano você irá ter um dia de passeio em Istambul e depois irá viajar até a região onde fica as 7 igrejas

 

Confere o nosso pacote a partir de Izmir para sete igrejas

7 Igrejas da Ásia Menor a partir de Izmir

 

 

 

blank
Você procura um itinerário apenas para 7 igrejas? então verifique este pacote.
Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
Olá!
Bem-vindo(a) em nosso site!
Por favor me passe mais detalhes sobre seu plano!
Se você tem interesse em algum pacote publicado em nossa página, por favor passe para nós qual você mesmo.
Sendo assim, iremos atender você com o jeito mais prático e correto!